01/11/2017

Coren-PE interdita eticamente quatro setores do Hospital São Luiz em Surubim

A interdição aconteceu na manhã desta terça-feira (31/10), devido à ausência de enfermeiros.

O Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE) atinge a marca de 44 interdições éticas em 2017. Através da presidente Dra. Marcleide Cavalcanti, da coordenadora adjunta de fiscalização Dra. Ivana Andrade e do procurador Bruno Becker, foi realizada a interdição ética dos profissionais de Enfermagem dos setores de Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Maternidade e Pavilhão de Pacientes Crônicos Nossa Senhora de Fátima, no Hospital São Luiz, no município de Surubim. A interdição aconteceu na manhã desta terça-feira (31/10), devido à ausência de enfermeiros.

Em todos os setores foi verificada a ausência do enfermeiro durante seu horário de funcionamento. O Coren-PE reforça que fica assegurada a assistência aos pacientes que já estiverem internados até o momento da interdição, bem como casos de emergência.

Para a presidente, a enfermeira Dra. Marcleide Cavalcanti, a ausência de enfermeiros nesses quatro setores provoca além de uma assistência à saúde precária, a inviabilidade da atuação dos técnicos de Enfermagem – que só podem atuar sob a supervisão do enfermeiro. “O Hospital vem sendo notificado desde julho de 2015 e a interdição, infelizmente, é nosso último recurso. Enquanto Conselho de Enfermagem é nosso dever preservar os técnicos de enfermagem de uma atuação sem supervisão e, desta forma, oferecer uma assistência de qualidade para população, livre de erros e imperícia que poderiam ocorrer devido à ausência de enfermeiro”.


Fonte: Ascom Coren-PE