19/07/2017

Para CAPES, Cofen é exemplo de fomento ao mestrado profissional

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) citou o exemplo do Conselho Federal de Enfermagem como referência no fomento de mestrados profissionais. Apresentação da diretoria de avaliação da CAPES Rita de Cássia Barata em seminário com orientações sobre propostas de novos cursos, realizado em junho e disponível online, ressalta o financiamento do Cofen para a abertura de vagas de Mestrado Profissional em Enfermagem.

O Cofen e CAPES firmaram convênio para a criação do maior programa de financiamento de mestrado profissional do Brasil. O acordo financia a abertura de 100 vagas gratuitas anuais em diversas universidades, ao longo de cinco anos, totalizando 500 vagas.

Com o mestrado, o Cofen almeja reduzir o descompasso entre a mão-de-obra qualificada existente e as necessidades da Saúde Coletiva, fortalecendo o Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto tem foco na Sistematização da Assistência e na Implementação do Processo de Enfermagem. É voltado para enfermeiros com vínculo empregatício em estabelecimentos assistenciais de saúde da rede pública municipal, estadual e federal, e também nas instituições privadas e filantrópicas que prestem serviços ao SUS.

Confira os programas de mestrado contemplados em 2017. A seleção foi coordenada pela CAPES, por meio de edital, com prioridade para as regiões Centro Oeste e Norte. Atualmente, as universidades da região Norte ainda não oferecem programas de Mestrado Profissional em Enfermagem, mas o Cofen está trabalhando, juntamente com a CAPES, para fomentar a criação de programas atendendo esta nova demanda.