29/05/2022

Boletim Informativo – Profissionais Afetados pelas Chuvas | 2ª atualização

Equipe de Resposta Rápida do Cofen/Coren-PE esteve no Hospital Getúlio Vargas

Após divulgação do primeiro compilado de dados sobre profissionais de Enfermagem afetados pela chuva no Recife, Região Metropolitana e cidades do interior, na manhã deste domingo (29), Equipe de Resposta Rápida à Crise do Cofen/Coren-PE se reuniu para discutir as informações coletadas e traçar as estratégias de atuação no suporte aos colegas.

Equipe de Resposta Rápida à Crise do Cofen/Coren-PE foi recebida com emoção pelos profissionais

A primeira medida implantada foi a realização de visita técnica, durante a tarde, ao Hospitais Getúlio Vargas, no Recife, para identificar as condições de atuação e assistência de Enfermagem à população após as complicações do temporal do último fim de semana. A unidade foi fortemente afetada, chegando a registrar alagamento e pontos de infiltração de água em suas instalações. A visita foi recebida com grande comoção por parte da equipe do hospital. Um profissional estava concluindo plantão de 24 horas e ficou muito emocionado ao relatar os esforços das equipes de Enfermagem no atendimento à população. Será elaborado relatório descritivo, que servirá como parâmetro para o direcionamento das próximas ações. A equipe se reunirá novamente às 8h da próxima segunda-feira, dia 30 de maio, para definir novos roteiros e visitas e iniciar um protocolo de acolhimento e orientação para os próximos dias.

Equipe é composta por conselheiros e fiscais do Coren-PE e colaboradores do Cofen

Até as 19h, o número de profissionais que declararam estar desabrigados os desalojados, através do Formulário Situacional disponível no site e redes sociais do Coren-PE, subiu para 141; aumento de 74% desde o último boletim, publicado pela manhã. Agora os números apontam 118 colegas desalojados (83,7%) e 23 desabrigados (16,3%). Recife continua sendo a cidade com maior incidência de afetados, apresentando 40% (57 pessoas). Jaboatão, Olinda e Camaragibe estão logo em seguida, com 18,5%, 14,3%, e 10,7%, respectivamente. Também há relatos de profissionais em situação prejudicada em Abreu e Lima, Agrestina, Cabo de Santo Agostinho, Carpina, Goiana, Moreno, Nazaré da Mata, São Lourenço da Mata, além de Santa Cruz do Capibaribe, Bom Jardim e Vitória de Santo Antão, que não figuravam no boletim anterior.

Profissionais de Enfermagem afetados pelas chuvas, não deixem de acessar e preencher o formulário. Acesse https://forms.gle/bDrehaJiC3CqrJbK7 e relate sua condição.


Fonte: Ascom - Coren-PE